Um dos métodos de preparo mais queridos do mundo, o coador de origem japonesa Hario V60 é uma peça presente na maioria das casas dos apaixonados por café. De manuseio simples, limpeza fácil e design muito bem bolado, pouca gente sabe o que significa o termo V60.

Seria uma mera especificação técnica? Alguma marcação industrial? Um código secreto que só os japoneses entendem? A gente explica não só o que quer dizer V60, mas também o que faz desse objeto uma ferramenta projetada milimetricamente para preparar um café delicioso.

 

Era uma vez no Japão…

A Hario começou as atividades em 1921, na cidade de Tóquio. Inicialmente, produzia artigos de vidro para serem usados em laboratórios médicos, como tubos de ensaio e vasilhames para experimentos científicos. Foi somente depois da Segunda Guerra Mundial, movida por uma necessidade de expansão do mercado, que a fábrica se debruçou sobre produtos caseiros.

Em pouco tempo, o seu sifão para preparo de café ganhou popularidade. Foi questão de tempo até que toda uma linha de artigos para extração de bebidas caseiras começasse a ganhar força. Fruto de mais de 30 anos de estudos, em 2005 a Hario lançou o V60 – primeiro em cerâmica, depois em vidro, em seguida em plástico e, finalmente, em metal.

 

Mas o que quer dizer V60 afinal?

Vamos ao que interessa: o nome do coador mais famoso do mundo vem de seu vértice de 60 graus, que nada mais é do que a angulação do formato cônico. Simples assim!

139

 

Entendi! Mas qual é a diferença para os outros coadores?

São três os detalhes que tornaram o Hario V60 o xodó da maioria dos apaixonados pelo bom café. Em primeiro lugar, o que chama mais a atenção são as espirais na lateral do produto. Elas permitem que o ar escape com mais facilidade, maximizando assim a expansão do café. Depois, o formato cônico dá mais profundidade à camada de café que será preparado – ou seja, permite que a água flua para o centro e fique mais tempo em contato com o pó. Por fim, o buraco… Quem está acostumado com as gotas lentas dos filtros comuns, estranha o tamanho da abertura no fundo do Hario V60. Ela permite que o fluxo interfira no resultado final da extração, de acordo com a velocidade com a qual a água é despejada. Funciona mais ou menos assim:

Fluxo constante + moagem média = corpo leve

Fluxo constante + moagem fina = corpo médio

Fluxo lento + moagem fina = corpo intenso

 

Hora de brincar com o V60

Pegue seu grão do Have a Coffee, moa na hora e faça suas experiências com a Hario V60. Ainda não é assinante? Clique aqui. Depois, volte pra contar pra gente como ficou o seu café!

23-Pour Over Trentino

 

 

Eduardo Frota-perfil

Eduardo Frota é jornalista, barista e apaixonado por café

About The Author

Related Posts