Você pega o seu café, mói os grãos, prepara o seu método de extração preferido, hidrata o pó e curte a sua bebida quentinha, deliciosa, cheia de aromas e sabores. Bom, nem sempre foi assim. Antes de descobrirem que aquela frutinha doce poderia se transformar em uma bebida complexa, apreciada no mundo inteiro, comia-se o dito cujo.

Foi no leste do continente africano que algumas tribos descobriram as propriedades revigorantes do café. No entanto, a torra dos grãos para que se produzisse uma bebida aconteceu em outro momento, supostamente na Península Arábica, por volta do século XI (taí um assunto controverso que ainda gera muita discussão).

Nossos camaradas africanos catavam os frutos e produziam uma espécie de bolinho arredondado, como se fosse um brigadeiro. Consumiam a iguaria antes de caçar ou de realizar alguma tarefa que exigisse força e compleição física. A receita era bem simples: bastava misturar os grãos sem a casca, já desidratados, com gordura animal.

Eu bebo, sim!

Aqui no Have a Coffee a gente prefere beber a comer café… Somos entusiastas de uma caneca bem cheia da nossa bebida predileta. E compartilhamos com você essa predileção: todo mês um café – em grãos ou moído, pra beber – “especialmente diferente” na sua casa.

Quer receber café de qualidade em casa?!


Eduardo Frota-perfil

Eduardo Frota é jornalista, barista e apaixonado por café

About The Author

Related Posts