O sítio Serra dos Lopes possui um legado de gerações no cultivo de café especial, e há apenas um ano conseguiu chegar no café de alta qualidade com o prêmio de melhor café da região em 2018.

Há 15 anos esta lavoura vem recebendo cuidados especiais das mãos do Délcio e da Sandra e nos últimos anos foram intensificados os esforços na adubação e pós-colheita para que seu café atingisse tal categoria.

Beirando uma reserva natural, com fauna e flora totalmente preservada, a lavoura onde foi cultivado e colhido este café não aceita agrotóxicos e conta com uma nascente para ajudar na irrigação. Uma família de preguiças visita bastante o cafezal para surpresa da família.

Délcio trabalha na lavoura desde os 10 anos de idade, onde aprendeu com seu pai, que passou para seus 10 irmãos os principais conhecimentos adquiridos com o pai dele.

Enfim, uma história que passa de geração em geração e é contada por ele mesmo pra gente:

Desde 1946 minha família cultiva café no córrego Vista Alegre, em Manhumirim/MG, na região do Caparaó.

Somos a quarta geração dos Lopes cultivando café nesta região. Tudo começou com meus avós (Sebastião Lopes e Maria Jacinto), e depois meus pais (Waldenir Lopes e Nazilda Klem) que trabalhavam com o café como commodity, e à partir deste ano de 2018 eu, Délcio Klem (Lopes) com a ajuda de meus filhos e de minha esposa começamos a buscar agregar mais valor ao produto através do aprimoramento na qualidade do café. O mesmo aconteceu com minha esposa, Sandra Raquel Horsts. Os pais dela (Obadias Oliveira e Laudina Horsts) e seus avós (Antônio Horsts e Alzira Alvernaz) também trabalhavam com o café a commodity e agora juntos tocamos nossos dois terrenos herdados e mais um hectare e meio que compramos juntos.

IMG_2305

Valorizamos a preservação da reserva de matas que mantém nossas nascentes de água e os animais silvestres. Somos os primeiros no nosso córrego a trabalhar com o secador estático de alvenaria, com a colheita seletiva e secagem de café em terreiro suspenso. Estamos sempre buscando aprimorar nossa produção e valorizar nosso produto. Todos esses fatores, além do clima, altitude e preservação ambiental tem contribuído nas notas e pontuações de nosso café. O fato de termos três talhões (talhão Lopes, talhão Serra e talhão Horsts) em lugares com climas e localidades bem diferentes também contribui para produzirmos cafés com características bem distintas um do outro”. (Délcio Lopes)


Ainda não faz parte do clube? 

Screen Shot 2018-02-18 at 14.16.27


 Equipe Have a Coffee

About The Author

Related Posts