Se você é amante de café especial e deseja prepará-lo da melhor forma, deve escolher um método que se adeque a sua rotina e te permita experimentar o resultado de tanta dedicação na lavoura.

Com tantas possibilidades de fazer o café em casa, você pode não saber por onde começar. A primeira tarefa é identificar o tipo de café que você deseja beber ao final do processo e quanto trabalho está disposto a ter.

Vamos falar de forma básica sobre alguns desses métodos…

O método filtrado produz um café com uma textura delicada e suave que fica entre o suculento e o chá, devido a relação entre a quantidade de água usada e o café moído. Este é um método para quem curte o ritual matinal e a experiência!

Na V60 a moagem deve ser da grossura do sal marinho e o tempo de extração não deve ultrapassar 3 minutos.

Na Chemex, o tamanho da moagem dependerá da quantidade de café que você usa, de quantas xícaras vai fazer e o tamanho da moagem deve ser ligeiramente mais grosso, caso contrário, pode-se extrair amargor.

Prensa Francesa é pra quem gosta do café encorpado com uma textura mais pesada e densa do que filtrados. Por isso, além do café ficar delicioso neste método, ele fica perfeito com leite ou creme. Aqui o tamanho da moagem é muito importante para que não passe pelo filtro de metal. Teste entre médio e grosso.

AeroPress é um método amado pela versatilidade e o café traz uma sensação na boca que é delicada e sedosa ao mesmo tempo que bastante concentrado e semelhante ao expresso em sua intensidade. Combina-se aqui a imersão com a filtração e o tamanho da moagem deve ser mais fino, perto da finura do espresso.

Seja qual for o seu método escolhido, lembre-se que não adianta nada investir em equipamentos se o café que você utiliza não for de qualidade!

Ainda não faz parte do nosso clube de cafés especiais? Garanta qualidade em casa!

VEM PRO CLUBE!


Related Posts